Como trabalhar a psicomotricidade na educação infantil

Atualizado: 9 de Dez de 2019

A psicomotricidade na educação infantil é um dos elementos que garantem as condições necessárias para a aprendizagem das crianças. Apesar de ser uma condição fundamental para a criança desenvolver uma relação saudável com o seu corpo, dúvidas sobre o que é psicomotricidade são bastante comuns. 


Ela é definida como uma ação pedagógica que entende o movimento interligado com as interações sociais, psíquicas e cognitivas dos sujeitos. Alguns pesquisadores também definem a área como uma ciência que estuda o indivíduo a partir do movimento e interações sociais.

Psicomotricidade na educação infantil


Trabalhar com a psicomotricidade influencia no desempenho e aprendizado das crianças. Isso porque, conforme alguns estudos, dificuldades com a escrita podem ser prevenidas através de atividades motoras. Além disso, o entendimento da estruturação espacial é fundamental para reconhecer palavras com fonemas parecidos, letras simétricas, como d, b, p e q.  Por isso, os educadores que atuam com a educação infantil podem estimular o desenvolvimento da psicomotricidade como uma forma de ampliar a construção dos conhecimentos de uma criança. Confira abaixo algumas propostas de atividades psicomotoras: – Jogos de imitação – Quebra-cabeça de um boneco desmontável – Completar o desenho de uma figura humana – Representar partes do corpo humano com guache, espuma, gel, etc.  – Circuitos com figuras geométricas, pneus, bastões, caixas, etc.  – Modelagem de massinha  – Recortar revistas e jornais com objetivos específicos, como formar o próprio nome ou dos coleguinhas.  – Jogos de memória, entre outros. 


Matéria retirada do site educamaisbrasil.com.br